Palavra do Presidente

O cultivo de soja convencional vem aumentando no Mato Grosso e em outros Estados graças à organização da cadeia de pesquisadores, produtores, sementeiros, obtentores, indústrias de químicos e traders, que transformaram um programa simples de plantio de soja convencional chamado Soja Livre em uma estrutura moderna, agora denominado Instituto Soja Livre, profissionalizando a gestão e trazendo mais confiabilidade ao mercado.

Portanto, o plantio de soja convencional tem sido muito escolhido pelos nossos produtores e estes estão mostrando que é um cultivo de alta tecnologia e com melhor rentabilidade ao produtor.  Com este foco, nosso Instituto tem sido difundido em eventos, dias de campos e em reuniões dentro e fora do Brasil, onde mostramos que temos soja convencional para oferecer com custo adequado e qualidade superior.

E por fim, tratamos da soja convencional como uma soja genuinamente brasileira e isto é muito importante para um país que em curto prazo se tornará o maior produtor mundial de soja.

Endrigo Dalcin
Presidente Instituto Soja Livre

Presidente

Mônica Nunes, Colaboradora do instituto Soja Livre.